h1

Gestão de mudanças em tempo de mudanças

dezembro 28, 2010

As mudanças podem ser simples, mas fazer algo diferente demanda energia para converter a inércia em movimento.

Mudar significa fazer diferente, olhar de uma nova maneira e contruir ou destruir as coisas.

A gestão de mudanças se apresenta em um cenário onde as organizações buscam soluções para situações cada vez mais complexas e que acontecem cada vez com maior velocidade.

Mudar as organizações demanda uma atitude estratégica de pensamento para definir um caminho novo e com a gestão sobre os riscos e sobre as pessoas que estão envolvidas.

Toda mudança tem impactos, e cabe ao gestor da mudança avaliar os pontos de impacto e propor alternativas que minimizem o impacto ou traçar planos de ação diretos aos potenciais problemas de implementação da mudança.

Mudar é preciso, pois é através das mudanças que podemos perceber novas possiblidades e também evoulir mais rapidamente devido a exposição a novos conteúdos e novas situações.

Conduzir a mudança contudo é uma tarefa de muita responsabilidade, principalmente com as pessoas envolvidas, pois delas depende o sucesso das novas realizações.

Gerir a mudaça é gerir as pessoas que fazem a mudança em cada nível da organização.

Em alguns livros sobre inteligencia emocional encontramos a mudança das pessoas como um fator chave de sucesso para qualquer relacionamento e mudança.

É através dos relacionamentos que as pessoas expressão seus sentimentos e ações. Dependendo da razão emocional apresentada por uma pessoa, podemos alcançar resultados melhores do que os esperados.

A combinação de diversas pessoas com alta inteligencia emocional, promove resultados fantásticos e duradouros.

As mega tendências tem comprovado que a interatividade entre as pessoas e os processos e a interligação entre vida pessoal e profissional, move de maneira incomum o destino das empresas nos dias atuais. Os assuntos são diversos: Desde a alimentação das massas, a moradia verde, a melhor utilização dos recursos naturais e melhor qualidade de vida demonstam que o compartilhamento de informações e recursos entre as pessoas e denotam uma grande mudança na nossa maneira de agir e pensar daqui para frente.

E o que será da humanidade sem a mudança?

Grandes líderes reconhecem o desafio das grandes mudanças.

Desejo a todos muito sucesso em 2011 e que as mudanças aconteçam de maneira efetiva para que nos tornemos pessoas melhores e possamos criar um mundo melhor.

Anúncios
h1

Detalhes fazem a diferença…

junho 9, 2010

Um gol falta perto da área aos 45 minutos do segundo tempo, pode tornar um time campeão de uma competição.
gR@$iMo - Detalhes fazem a diferença
Um gol de mão não anulado pelo juiz pode dar a vaga a uma equipe na copa do mundo.
Uma fração de segundo pode ser responsável pela diferença no resultado de sua vida.

Mas o que são os detalhes?
Os detalhes parecem ser momentos com pouca significancia, mas que podem determinar o sucesso de uma vida toda.
Sintonizado nos detalhes, o gestor pode observar que as pessoas tem uma capacidade incrível de renovação e adaptação ao ambiente em que são submetidas. Com isso vale a pena avaliar quanto deste ambiente tem feito a diferença (tanto positivamente como negativamente) para sua equipe.
A pergunta aqui é o que motiva as pessoas a permanecerem por perto? Eu certamente afirmo que são os detalhes.
Basta perceber que em todos os relacionamentos, existem marcas sutis, mas extremamente relevantes.
Percebo quanto melhor detalhado for o processo, menor passa a ser o número de falhas apresentadas. E quando as falhas acontecem, mais rápido temos a solução para o cenário.

O processo de desenvolvimento na percepção dos detalhes, está intrinsicamente ligado a relação estabelecida com os objetos externos e como esta relação influencia o nosso próprio desenvolvimento.
Neste processo, que acontece dia a dia passamos muitas vezes sem perceber o que nos rodeia. De certa forma isso pode parecer muito bom, porque a ignorância é uma grande dádiva porém nos priva de perceber o quanto é possivel prosseguir e quanto podemos construir e contribuir para a construção de um mundo melhor.

A dica de hoje é prestar atenção nos detalhes e perceber como eles são determinantes no seu modo de viver.

h1

Vale a pena dizer o que não irá se entender?

abril 30, 2010

O grande desafio da comunicação é fazer entender. Afinal comunicação é o fato de tornar comum a todos o mesmo conteúdo.
Existe porém um fator que agrava o cenário e torna praticamente impossível que se tenha a mesma penetração do meio de comunicação a toda audiencia.
Neste caso temos as limitações pessoais de cada indivíduo, combinadas com as limitações pessoais do comunicador.
E como solucionar este impasse.
Certas questões não serão compreendidas pela maioria, porque a própria estrutura de pensamento do indivíduo não permite que ele consiga perceber de maneira efetiva o conteúdo que ora tenta-se compartilhar.
Com isso, a sabedoria na comunicação diminui o nível de complexidade no vocabulário e permite que em um nível mais baixo tenhamos uma maior adesão e compreensão do conteúdo.
Infelizmente certos assuntos devem ser discutidos de maneira mais profunda e podem parecer perfeitamente compreensíveis para determinados indivíduos, mas passam pelos olhos de outros que por enquanto não estão aptos a perceber a mensagem e interpretá-la.
Esbarramos agora no impacto desta situação no quotidiano de grupos de interesse. E mesmo que isto não seja intensamente percebido, está acontecendo a cada momento e muitas oportunidades estão sendo perdidas.
Fica a opção de compartilhamento aqui estabelecida com um grupo maior de pessoas, aumentando estatisticamente a possiblidade de compreensão de determinada circunstancia, e uma provavel abertura de discussão futura de um assunto tão pouco abordado, mas de vital importancia para o desenvolvimento humano.
Como comentário final, podemos iniciar uma reflexão também sobre a ignorância. A ignorância é uma alegria intensa pois nos priva de todo o conteúdo que não temos capacidade de perceber.
Sendo assim nos resta a capacidade de avaliar os cenários complexos e aceitar a limitação dos pares na percepção dos conteúdos por eles não percebidos.

h1

Ética e corrupção, uma combinação explosiva?

abril 30, 2010

O que entendemos por ética?
Dentro de uma comunidade aprendemos os valores e nestes valores podemos aceitar as diferentes situações de uma maneira ou outra. Tolerar e chamar de normal tudo que aceitamos socialmente parece ser muito próximo da ética.

Mas a discussão pode ser muito grande, porque a mesma situação pode ou não ser aceita por comunidades ou grupos diferentes, ou seja, o que é aceitavel para um grupo pode não ser aceitável para outro.

Entendo que o que é ético para um grupo também pode não ser ético para outro grupo.
Afinal, vale a pena discutir a ética em um pais em que roubar e levar vantagem se tornou uma coisa normal?

A ética dentro desta sociedade aceitaria normalmente um ladrão ou um estelionatário mesmo que as leis do país fossem contra estes pontos.

A prática e a vida real tem muito a nos ensinar.
Podemos julgar um comportamento no trabalho que chamamos anti-ético dentro de um país ético (observando os valores citados acima)?

Tudo se baseia na aceitação social do ético.
Neste paradoxo, onde os valores mudam e força muitas vezes prevalece perante a racionalidade, gostaria de sugerir uma reflexão…

Até onde a ética é aplicável e como podemos definir os padrões éticos num mundo tão diverso e cada vez mais conectado?

h1

Diversidade –> ¿somar ou dividir?

março 18, 2010
Promover a diversidade, sem preconceito, sem pré conceitos é um grande desafio que demanda muita maturidade e equilibrio, e muita honestidade com nós mesmos.

As vezes encontro algumas pesssoas que dizem não gostar de certo tipo de comida..

E faço a pergunta.. voce já experimentou?
Quase sempre a resposta é a mesma.. Não.
Volta a pergunta.. então como sabe que não gosta?
E de novo vem a resposta.. Não sei !!!!

Reparo que sempre fica mais gostosa a conversa quando chega alguém de viagem com experiências diferentes para compartilhar, não é mesmo?

Simples assim, como aprendemos com nossos pais que eram estranhos para nós logo que tinhamos nascido. Fomos aprender com os amigos, quando se entra na escola.
No trabalho não poderia ser diferente.. Quanta gente estranha no mesmo lugar..

Bem vindo a diversidade.. pois é! voce está dentro dela e nem tinha percebido ainda!!!
Baseado no ponto que estamos olhando, fazemos parte dela e sem nós a diversidade também estaria incompleta.

Mas como obter da diversidade o melhor de todas as experiências humanas?
Promover a diversidade é cultivar as diferenças e perceber que podemos aprender sempre com elas. Teremos muitas vezes pontos de vista distintos e isso nos faz crescer em conjunto.

Como cultivar a diversidade dentro da cultura organizacional?
Dedicamos uma boa parte do nosso tempo dentro da empresa, e uma excelente oportunidade é aplicar a diversidade dentro da sua equipe. Isto quer dizer contratar pessoas de generos e etnias diferentes para que as soluções apresentadas pelo grupo possam ser mais completas e também muito mais competitivas.

Vamos considerar um exemplo de um projeto a ser conduzido no Brasil por tres times distintos:
Um time formado só por brasileiros;
Um time formado só por norte americanos;
Um time formado por dois brasileiros, um americano, um japones, e um europeu.
Considerando que todos os times tenham o mesmo número de membros e que sejam especialistas no assunto.
Na sua opnião quem teria maior probabilidade de sucesso? Quem teria maior vantagem competitiva?
Excluindo causas especiais, eu certamente apostaria no time multicultural.

Promover a diversidade é mais fácil do que se imagina.
Com as redes sociais, passamos a ter acesso as pessoas que geram os conhecimentos e podemos discutir os assuntos e participar da formação do conhecimento em conjunto.
Por isso recomendo interagir com as pessoas, e trocar experiencias. Isso fará com certeza um mundo melhor em todas as esferas de atuação das quais participamos.
Seja dentro da nossa casa com nossa família, os vizinhos, a cidade, o país e o mundo.

Aproveite a diversidade e aprenda a cada dia!!!!
Grande abraço e até o próximo Post.

h1

Eco Eficienciencia & Sustentatabilidade – Questão de sobrevivencia?

dezembro 26, 2009

Sustentabilidade é um tema muito abrangente e remete uma reflexão sobre o como podemos tratar todas as atividades do nosso dia a dia, e como podemos contribuir para a melhoria do planeta. Mais do que meramente um discurso político a sustentabilidade vem se tornando um fator determinante no sucesso das instituições.

Muito se ouve e se fala da sobrevivência no planeta, devido aos fenômenos de mudança climática, das crises energéticas e os fenômenos naturais cada vez mais intensos. Para as organizações, além de promover a continuidade dos negócios observamos uma necessidade crescente de ganhar competitividade através de processos mais eficientes, que consumam menos energia, integrando novos usos e novos materiais, bem como  tornando o negócio mais atrativo para investimentos.

Além das empresas o governo de muitas cidades do mundo promovem ações de sustentabilidade e aqui conseguimos encontrar diversos exemplos de avaliações de sustentabilidade e aplicação de indicadores de desempenho sustentável. Para que governos e organizações possam tomar decisões que garantam a sustentabilidade de sua atividade, é necessário que a desempenho do seu sistema seja medida. Diversas metodologias foram desenvolvidas para que o sistema seja avaliado e decisões possam ser tomadas de maneira mais abrangente.

Uma poderosa ferramenta utilizada é a ACV – análise do ciclo de vida. Nesta ferramenta compreenderemos todo o comportamento do produto, desde sua criação, passando pela utilização e também a disposição.

Na comparação de cenários, podemos desenvolver produtos estrategicamente mais robustos no ponto de vista de sustentabilidade, promovendo uma melhor utilização dos recursos naturais e utilizando esta característica como fundamental no desenvolvimento dos negócios.

Pensar em sustentabilidade nada mais é do que desenvolver as atividades buscando sempre uma continuidade dos negócios, cada vez mais atrativos e mais eficientes em seus processos.

Não é mesmo uma questão de sobrevivência?

h1

Gestão do Tempo – Como equilibrar vida profissional e pessoal

outubro 21, 2009

Diversas pessoas me perguntam sobre como conseguir realizar as tarefas do dia a dia e também dedicar um tempo para a vida pessoal. A sensação que temos a cada dia que o tempo está correndo e passando cada vez mais rápido e que o tempo não é possivel realizar todas as tarefas desejadas.

Na verdade existem muitas tarefas e o fato de cada vez mais estarmos ocupados, nos dá a noção que o tempo é curto, porém com uma gestão eficiente do tempo podemos aproveitar melhor todo o tempo que nós temos.

Um ponto muito importante é a priorização das tarefas e além da organização, ter a disciplina para realizar as tarefas conforme planejamento.

Disciplina e prática são as palavras chave de todo este tópico de gestão do tempo.

Tempo

Vamos então a algumas dicas de como utilizar esta poderosa ferramenta e aproveitar melhor o tempo.

Sugiro quatro passos básicos para ajudar você a aproveitar o máximo das suas horas disponívesis:

1.) Comece definindo o que é mais importante para que seus objetivos sejam alcançados. Defina quais tarefas voce precisa concluir para completar este objetivo. Quanto tempo voce precisa dedicar para a realização destas tarefas?

2.) Avalie como voce usa o seu tempo. Normalmente gastamos nosso tempo com tarefas de alta prioridade, porém na maioria dos casos estas tarefas não estão alinhadas com os objetivos maiores. Isto deve ser um exercício frequente, devemos avaliar como e em que estamos usando o nosso tempo, e ajustar para atingir os objetivos.

3.) Neste item assumimos que voce sabe como e em que gasta o seu tempo e também definiu o objetivo sugiro que voce utilize ferramentas para gerenciamento do tempo, como o planejamento semanal de tempo e a construção de planos de atividades para lhe permitir atingir seus objetivos. Isto tambem inclui a programação de tempo para atender demandas emergenciais e tirar vantagem de oportunidades que possam aparecer durante a execução do trabalho.

4.) A melhoria contínua do gerenciamento do tempo é a ferramenta final neste processo. Com ela estaremos monitorando a nossa performance em atingir os objetivos propostos, avaliaremos os agentes que nos fazem perder tempo, e ajustaremos o planejamento do tempo para o próximo período de planejamento e corrigindo as falhas encontradas durante o período anterior.

Este é só o começo, irei discutir algumas técnicas específicas para melhoria da gestão do tempo e identificação dos pontos de perda de produtividade.

Aproveitem as dicas e até a próxima.